fbpx
+55 21 ‭2239-6528 contato@thundermustard.com

As atualizações do Google ocorrem todo ano. Elas buscam sempre trazer páginas com qualidade e relevante aos usuários. Portanto, é fundamental que você esteja atento a todos os pontos a serem alterados e que você verifique o que há de novidade nos algoritmos. Afinal, se você tem um site de conteúdo, é necessário se adaptar às mudanças para não ficar para trás e acabar caindo no ranqueamento. A próxima grande atualização do Google está confirmada para maio de 2021: a Google Page Experience.

De forma resumida, ela irá considerar como fator de classificação a User Experience (UX), ou seja, irá priorizar os sites que oferecem uma boa experiência ao usuário. É essencial que você antecipe essas mudanças e já deixe o seu site preparado.

Se você quer saber quais são as diretrizes da nova atualização do Google e quais mudanças no SEO do seu site serão necessárias para continuar no topo dos rankings, é só continuar acompanhando a leitura!

Conheça a Google Page Experience

Como abordado na introdução, a atualização do Google para maio de 2021 (Google Page Experience) irá considerar a experiência que um usuário tem ao visitar uma página. O intuito é melhorá-la cada vez mais. Na verdade, fatores relacionados a esse ponto já eram relevantes para o Google, como a responsividade da página, segurança da navegação, implementação do protocolo HTTPS, diretrizes para anúncios intersticiais intrusivos, etc.

No entanto, novos critérios serão adicionados. Eles são conhecidos como Core Web Vitals ou métricas vitais da web, que são projetados para medir como os usuários experimentam a velocidade, capacidade de resposta e estabilidade visual de uma página. Veja abaixo:

  • Largest Contentful Paint (LCP): tempo em que o conteúdo principal de uma página leva para ser carregado. O tempo do LCP ideal é de no máximo 2,5 segundos;
  • First Input Delay (FID): mensura a interatividade e o tempo de resposta da página em todas as interações do usuário. O ideal é que seja de até 100 milissegundos;
  • Cumulative Layout Shift (CLS): métrica que possui relação com as alterações visuais que o site tem ao mudar de página, ou seja, o quanto há de estabilidade nos elementos visuais durante o carregamento da página. A medida ideal é de até 0,1.

Essas métricas estão sujeitas a alterações conforme o surgimento de novas atualizações do Google, que se baseiam na mudança de expectativas que os usuários têm sobre as páginas durante o decorrer dos anos.

Entenda os novos rótulos nos resultados de pesquisa

Com as novas métricas abordadas no tópico anterior, o Google pode adicionar rótulos nos resultados da pesquisa que irão indicar quais dos resultados fornecem uma boa experiência em sua página.

Esses indicadores visuais estão sendo trabalhados e irão funcionar como uma identificação de que todos os novos critérios de experiência estejam no padrão ideal ao abrir uma página. Isso está para ser implementado em breve. Se os testes forem bem-sucedidos, eles devem vir com a nova atualização do Google em maio de 2021.

Contudo, é preciso estar preparado para as mudanças. Muitas páginas atualmente não se qualificam para as novas métricas, ou seja, não receberiam esse rótulo nas pesquisas. Estudos publicados em agosto de 2020 revelam que apenas 15% dos sites passariam na avaliação do Core Web Vitals. Por isso, se a sua página ainda não está adaptada para a nova atualização, busque uma agência de SEO para te ajudar o mais rápido possível e deixar todo o seu site preparado.

Essa procura pela adaptação já vem acontecendo desde o anúncio da Google Page Experience. Houve um aumento considerável de usuários utilizando ferramentas que avaliam as métricas de experiência em sua página, como Lighthouse, Page Speed Insights e o relatório Core Web Vitals do Search Console. A busca agora para identificar todas as oportunidades de melhoria deve ser constante.

Importância das páginas AMP (Accelerated Mobile Pages)

Uma das recomendações do Google é utilizar as páginas AMP, sigla para Accelerated Mobile Pages, que significa páginas aceleradas para dispositivos móveis, ou seja, são páginas otimizadas para priorizar a velocidade no carregamento em aparelhos móveis. Eles acreditam ser uma maneira fácil e econômica de melhorar a experiência da página, além daqueles que já utilizam terem bons resultados nesse quesito.

Apesar disso, também foi anunciado em relação à nova atualização que os conteúdos que não são AMP se tornarão qualificados para serem exibidos nas notícias principais do Google. Isso será implementado junto com as novas métricas em maio de 2021. Portanto, qualquer página que atenda às políticas dos conteúdos do Google Notícias poderão aparecer naquele carrossel de notícias principais. Contudo, as que oferecem uma experiência melhor ao usuário serão priorizadas nos rankings de notícias.

Como otimizar sua página para a nova grande atualização do Google?

Agora que você já conheceu as principais mudanças das novas métricas que irão valer com a nova atualização do Google para maio de 2021, veja agora como você deve otimizar o seu site:

1. Melhore a velocidade de carregamento

Como já citado aqui, uma das novas métricas tem relação com a velocidade de carregamento da página. Esse tempo deve ser inferior a 2,5 segundos. Já faz um tempo que o Google vem alertando sobre esses carregamentos e que aqueles que duram mais de 3 segundos têm grandes taxas de abandono de carrinho (cerca de 53%), ainda mais se o usuário estiver utilizando o site por meio de dispositivos móveis. Essa demora pode ser muito prejudicial para o seu site e irá proporcionar uma experiência negativa ao usuário.

Mas além desses fatores, essa melhora agora será fundamental para colocar o seu site nas primeiras posições do Google. Portanto, invista na velocidade de carregamento da sua página.

2.  Acelere o tempo de interatividade 

O FID (First Input Delay) tem relação com a interatividade de uma página. Por exemplo: o tempo que um usuário leva para clicar em um link e o tempo que o navegador responde a essa interação. Por isso, é uma métrica que você deve ficar atento, principalmente se o usuário precisar executar alguma ação em seu site. A resposta deve ser em torno de 100 milissegundos, ou seja, ela deve ser muito rápida. Essa métrica é de extrema importância para aqueles que possuem um e-commerce.

3. Ofereça uma boa estabilidade no layout

Por fim, ofereça uma boa estabilidade visual no layout do seu site. O CLS (Cumulative Layout Shift) surgiu para tornar relevantes as páginas em que o layout não se desloque ao clicar em um botão ou link, principalmente quando estiver acessando por meio de dispositivos móveis. Por exemplo, existem sites que ao ler um artigo e rolar a página, o layout muda e o usuário perde o parágrafo que estava lendo. Ou então aqueles que desejam clicar em algo, a página muda o design e o usuário clica em algo diferente do que queria. Por isso, garanta que o seu site tenha uma boa estabilidade visual.

Além dessas três principais mudanças, os outros dois principais focos do Google nessa nova atualização é: responsividade do site no geral (compatibilidade com dispositivos móveis) e a segurança da página. Portanto, também é fundamental ter uma proteção eficiente contra ataques cibernéticos, vírus, malwares, etc. O Google já está aplicando punições para aqueles que não possuem o protocolo HTTPS, que criptografa os dados dos usuários. Evite também a presença de muitos banners e pop-ups, pois prejudicam a experiência do usuário.

Dicas essenciais para adequar o seu site para a nova atualização do Google

Veja agora alguns passos e dicas importantes para se adequar às novas métricas do Google Page Experience:

  • Otimize elementos em sua página como tamanhos de fotos e gadgets;
  • Verifique se não há hiperlinks que redirecionem para páginas com erros. Confira se todos os botões e links estão funcionando corretamente;
  • Compare a experiência da sua página com a dos concorrentes. Analise o que ainda pode ser aprimorado em seu site e no que as outras páginas estão investindo. Para isso, procure por páginas do mesmo nicho de atuação que o seu;
  • Tenha uma boa aparência em seu layout. Mantenha sempre a identidade visual da sua marca, tenha uma paleta de cores padrão, organize os elementos em ordem de prioridade e não exagere no excesso de informação;
  • Produza muito conteúdo relevante. Isso é de grande valor para os algoritmos do Google. Afinal, é isso que o usuário busca: informações relevantes com conteúdos de valor cada vez mais aprofundados sobre um tema específico. Invista no marketing de conteúdo.

Gostou deste artigo e tirou as suas dúvidas sobre a nova grande atualização do Google para 2021? Lembre-se que essa atualização ocorrerá em maio. Por isso, você ainda tem tempo de fazer as alterações necessárias em sua página para não prejudicar o ranqueamento do seu site. Como já estamos em março, não deixe para depois! Busque por especialistas que possam te ajudar nessas adaptações.

A Thunder Mustard realiza todo o trabalho de otimização on-page de SEO no seu site. Entre em contato agora e peça um orçamento.