+55 21 3079-7050 [email protected]

Pode passar despercebido para você, mas de acordo com este estudo, a maior parte dos links que estão em um website são considerados comerciais. Isto que dizer que o usuário que esta navegando pelo seu site provavelmente desconfia que você esta ganhando algo para colocar aquele link ali. Vamos entender melhor hoje o comportamento de acordo com essa pesquisa.

O conhecido Dan Petrovic, mais conhecido como @DejanSEO, publicou um estudo quantitativo feito com 2000 usuários de web dos Estados Unidos e Austrália. Ele foi feito para descobrir as percepções sobre por que certos editores enviam links para outros.

Analise dos dados

Muito suspeito esse link...

Muito suspeito esse link…

De acordo com a pesquisa, mais de 40% dos usuários pensam que links de uma pagina para outra estão lá pois geram receita para o dono do texto.

“Marketing, Advertising e Receita” são vistos como o numero 1 das razoes pela os quais os links existem, sendo cerca de 1/3 acreditando que esses links devem ser algum tipo de arranjo comercial.

“Promoção relacionamento e Patrocínio”, que também são relacionados com dinheiro ficou com 9%.

outbound-links-study-2016-1024x536

Somando tudo, vemos que mais da metade dos resultados pensam que existe alguma relação comercial.

Tudo bem que podemos considerar o publico americano e australiano mais maduro em relação ao marketing digital por estar em um mercado extremamente desenvolvido e competitivo, mas um dia chegaremos la e as pessoas podem começar a ficar mais com um pé atrás antes de sair clicando em qualquer link sugerido por um artigo de blog.

Classificação dos diferentes tipos de links

Dan divide os tipos de links em 10:

  • Atribuição
  • Citação
  • Definição
  • Expansão
  • Identificação
  • Exemplo
  • Ação
  • Relacionamento
  • Prova
  • Promoção

Para saber mais sobre o estudo, veja aqui. (Este seria um link de prova, pois quero provar o que estou dizendo neste artigo).

Independente da marcação do link, alguns podem ser extremamente uteis para o usuário e outros não e nem sempre um link que é patrocinado, mesmo sem aparentar, significa que é ruim! E as vezes um link indicado por boa vontade do escritor pode ser ruim para o usuário.

A verdade é que o Google não pensa igual o estudo e ver o link de diferentes maneiras e pensa na intenção que o escritor teve em coloca-lo la. Para o Google se é um link, então significa um referencia.

A única diferença que um link pode classificar para o robô do Google é se este é No-Follow ou Do-Follow. E Dan fala sobre isso no estudo:

“Eu vejo muitos sites mandando links no-follow para seus parceiros para evitar que isto tenha alguma penalidade do Google ou que isso influencie seu SEO.”

Mas este tipo de loucura tem que parar, pois se estes tipos de links comerciais existem de forma natural seria contraditório querer mascarar estes links colocando No-Follow apenas para que o seu site não pareça que esteja fazendo um link comercial

Conclusão

É bem interessante tentar entender o comportamento e o pensamento do seu usuário e do seu potencial comprador, especialmente no que eles pensam sobre você. Mas as vezes pode existir uma diferença bem grande na real intenção do autor e na percepção do usuário. Mas como mudar isso? Será que o mercado inevitavelmente vai ser dominado pelos patrocínios obscuros? Ou será que mesmo com links patrocinados a experiência do usuário será melhorada com o tempo? Afinal, não é isso que importa?

Veja mais:

seo rio de janeiro

Usuários pensam que links no seu site são suspeitos
5 (100%) 1 vote