+55 21 2239-6528 contato@thundermustard.com

Seres humanos são criaturas sociais. Logo, faz todo sentido a gente adorar as redes sociais pois nós por interação com outros humanos. Também é muito comum a gente confiar nas recomendações de nossos amigos e familiares sobre marcas, produtos e serviços e essas recomendações geralmente influenciam nossas decisões de compra.

Estamos sempre pedindo algumas recomendações de lugares para ir, lojas para comprar certos produtos, serviços para contratar e, com a internet, esse tipo de pesquisa passou a acontecer de maneira virtual também. Portanto, se você quer vender algo para um certo público e ainda não utiliza suas redes sociais como parte da sua estratégia, você está perdendo tempo e dinheiro na promoção da sua marca.

Nesse texto, vamos focar no uso orgânico (não pago) do Instagram. Escolhemos essa rede social porque o seu crescimento tem sido muito relevante em comparação as outras, de acordo com o Pew Research Center. Além disso, pode ser mais fácil para os posts das marcas aparecerem nos feeds dos usuários do Instagram do que nos feeds do Facebook, por exemplo, pois os algorítimos dos dois sistemas são diferentes. Enquanto o Facebook ainda quer priorizar sua família, amigos e grupos, o Instagram está atualiza seu algoritmo para favorecer posts mais novos.

A importância da marca

Marcas vendem experiências e são capazes de criar identidades com as quais os consumidores se alinham. Nós nos tornamos fiéis a elas. Por isso, nem todas as empresas precisam ocupar esse espaço pois o Instagram faz a diferença para quem quer vender uma experiência, uma vez que essa rede social se baseia no compartilhamento de fotos atrativas para o usuário, além de possuir recursos integrados incríveis para promover organicamente suas postagens, engajar clientes e vender produtos com links reais para esses produtos em suas fotos.

Logo, nessa rede social, a imagem é o principal. O seu feed precisa ser bonito e agradável para o usuário, e por isso a qualidade e a edição dessas imagens são pontos cruciais para que você faça sucesso dessa plataforma.

Embora muitos usuários vejam essas fotos em seus “feeds” quando abrem o aplicativo, eles ainda estão motivados a procurarem pelas contas que publicaram essas imagens por vários motivos, especialmente porque os perfis são os únicos lugares onde você pode adicionar hiperlinks no Instagram e também onde as contas podem fixar histórias para os usuários revisitarem.

Portanto, o objetivo é fazer com que o usuário se sinta interessado em conhecer o perfil da sua marca por meio de uma foto que chame a atenção dele, e é nesse ponto que a qualidade da imagem e a edição podem te ajudar a performar melhor.

Pode ser que essas marcas famosas tenham fotógrafos profissionais ou designers gráficos para poder tratar a imagem, mas não é necessário ter uma equipe extremamente qualificada apenas para mexer com isso. Existem diversos aplicativos que te ajudam a melhorar as suas imagens, como o VSCO, o Planoly e o Unum. Com eles, você vai conseguir organizar um feed interessante e atrativo para as pessoas.

Além dessa questão, o planejamento também é extremamente importante. O Unum, por exemplo, é um aplicativo que te ajuda a organizar as suas postagens antes de elas sere publicadas e isso é fundamental para que você consiga criar um feed harmônico.

Isso pode parecer muito trabalho, e para os não-designers, em particular, pode ser um grande desafio, mas com o tempo e com a prática, fica cada vez mais fácil cuidar dessa parte do seu Instagram.

Então, para ter sucesso no Instagram é só ter um feed bonito?

Por mais que esse ponto seja realmente importante, ele não é o único critério que vai definir se uma marca vai crescer ou não no Instagram. Além disso, as hashtags e  as marcações de fotos são recursos bem relevantes para que a sua estratégia dê resultado.

Hashtags

Assim como no Twitter (e no Facebook, até certo ponto), as hashtags são uma maneira natural de aumentar a exposição da foto para que ela seja descobertas pelos usuários.

Isso ocorre principalmente porque os usuários do Instagram também podem seguir hashtags, da mesma maneira que seguem uma conta normal. E, assim como no Twitter, as hashtags que você usa fazem diferença.

O Instagram também permite que os usuários adicionem até 30 hashtags por post – e sim, isso pode parecer spam, mas você pode separar sua legenda de hashtags com pontos usados como quebra de linha, ou como um comentário separado depois de postar.

Como escolher as hashtags para a sua marca?

O Tagboard é uma opção para os profissionais de marketing de conteúdo e mídia social usarem. Porém, se você não puder utilizar alguma ferramenta assim, a sua melhor aposta é procurar por hashtags diretamente na área “Explorar” do Instagram, em Tags.

Lá, você pode ver quantas vezes essas hashtags foram usadas e clicar para ver quais fotos foram marcadas naquelas hashtags. Assim, você consegue ter uma ideia sobre se aquela hashtag em questão tem mesmo a ver com o seu negócio ou não.

Marcação de fotos

Também é possível tirar proveito desse recurso para que você consiga divulgar mais a sua marca. Por exemplo, se você fez uma ação com uma celebridade, você pode marcar o seu Instagram na publicação dessa pessoa e assim quem segue ela passa a conhecer você.

Além disso, se você for uma empresa que vende produtos e tiver sido aprovado para vender no Instagram, também poderá marcar seus produtos em suas fotos para que os usuários possam clicar diretamente nas páginas de produtos deles.

Interaja com os seus seguidores

Já sabemos se envolver e responder seus seguidores nas redes sociais é uma prática recomendada inclusive no Instagram. Portanto, não negligencie essa área do seu negócio e procure interagir o máximo possível com os seus seguidores, seja por meio de sorteios, enquetes, ou qualquer comentário que mostre para o seu seguidor que você está dando a ele a atenção que ele merece. Lembre-se que o objetivo é vender uma experiência.

Além disso, é muito importante ser ativo no Instagram. A própria plataforma te oferece algumas formas de poder fazer isso, especialmente nos stories. Sendo assim, utilize o stories ao seu favor e produza conteúdo ali para que os usuários possam acessar essas histórias no topo de seus feeds do Instagram e no ícone principal da conta. Em alguns casos – especialmente marcas que vendem produtos – essas contas podem escolher “fixar” histórias perenes em seus perfis para que os usuários possam acessá-las além do tempo de vida de 24 horas, um recurso que recebe o nome de “destaques”.

Mesmo sabendo disso tudo, não deixe de avaliar os seus concorrentes para saber como eles tão usando essa rede social para vender mais e oferecer uma experiência diferenciada para os seus clientes. Assim, você vai estar bem preparado para atuar no Instagram de uma maneira eficiente.

A sua atividade nas redes sociais impacta seus rankings de pesquisa?
Avalie agora