Recentemente, o google anunciou que uma nova categoria de página poderá ser exibida nos 10 resultados das pesquisas realizadas no buscador, as chamadas AMP, ou Accelereted Mobile Pages. Essas páginas são páginas tradicionais despidas dos diversos elementos que as fazem carregar de um modo mais lento, tais como: Dezenas de cookies, redes de anúncio, elementos em Javas script proveniente de terceiros, etc. Esse tipo de página é ideal para quem esta buscando com uma conexão à Internet um pouco mais lento – como é o caso da maioria dos usuários do buscador utilizando celular – ou simplesmente para quem não esta afim de esperar o tempo normal para carregar a página com todos os seus elementos. Tendo isso em vista, é importante ter em mente algumas características relacionadas a páginas AMP.

Agência SEO

Não é um fator de rankeamento

 

                O fato de que as AMPs vão ter a possibilidade de aparecer entre os 10 primeiros resultados de uma busca não significa necessariamente uma melhoria no posicionamento. Ser uma página AMP em si não irá conferir uma vantagem e uma maior chance de rankear para uma página em comparação com outra.

O fato é que por serem necessariamente Mobile friendly, ou seja, terem um layout adaptável a tela de celular pela sua própria natureza, as AMP acabam indiretamente recebendo uma pequena vantagem nesse ponto já que sabidamente ser mobile friendly se tornou um dos fatores de rankeamento nos primeiros meses de 2015.

 

Substituição de resultados Mobile

 

As páginas AMP exibidas não serão uma categoria à parte, ou seja, não haveram duas versões de uma mesma página sendo exibidas entre os 10 resultados da busca, uma normal e uma AMP. Na realidade, a página AMP irá substituir a página normal. Além disso haverá uma tag logo antes da descrição do resultado indicando que se trata de uma página AMP, como nesse exemplo:

Agência SEO

 

Outra coisa importante a ser notada é que a ausência de uma página AMP não será fator de penalização do site. Sites que não possuem uma versão AMP irão continuar aparecendo nas SERPs por meio de suas versões mobile, ou caso não haja uma versão mobile, por meio da versão desktop tradicional.

 

Como outros fatores de rankeamento irão Interagir com uma AMP?

 

                Muitos dos fatores de rankeamento serão inócuos para uma AMP, não possuindo relevância específica para aquela versão. A velocidade de carregamento da página, por exemplo, é algo que se torna menos relevante quando se fala em AMP, pois, por sua própria natureza mais enxuta e mais leve, esse tipo de página costuma carregar de modo extremamente rápido. Outro ponto é a questão de possuir muitos anúncios antes do conteúdo, um fator que em excesso pode impedir o aumento nos rankings do site. No caso de um AMP isso também não será relevante já que naturalmente essas páginas terão muito poucos anúncios para poderem ser mais leves.

Entretanto, é importante lembrar que, apesar de o google poder indexar três versões diferentes de um mesmo site – A versão desktop, a mobile e a AMP – os rankings continuam sendo baseados na versão desktop, o que significa que uma falha grave nessa versão fatalmente irá atingir as outras versões do site e diminuir a sua performance.

 

O quão popular são AMP?

 

                Atualmente, o google possui mais de 150 milhões de documentos indexados em sua base de dados que são AMP, vindos de 650.000 domínios diferentes. Além disso, cada vez mais sites são criados já comv versões AMP e muitos sites famosos com alto volume de tráfego já tem adicionado versões AMP de muitas de sua páginas. Tendo em vista que páginas AMP são muito mais leves do que páginas tradicionais, a tendência é que cada vez mais usuários passem a buscar especificamente por resultados de páginas AMP, aumentando sua popularidade com o tempo.

 

AMP e sites de E-commerce

 

                Ainda não há uma data definida para o momento em que essa atualização será concretizada e páginas AMP passarão a aparecer com constância nos resultados de buscas, entretanto é uma boa idéia para sites de e-commerce já ter preparadas versões AMP de seus sites, como muitos já vem fazendo.

Muitos softwares e plugins de carrinho de comprar ainda não se tornaram AMP, entretanto essa é uma mudança a ser esperada a partir do momento em que o Google fizer o anúncio da atualização.

Para outros tipos de sites, a criação de versões AMP pode ser ainda mais simplificada. Se você utiliza um CMS (Content Management System) para a criação do seu site, como o WordPress ou o Joomla, basta instalar um dos plugins já existentes para realizar a conversão das suas páginas em um formato AMP.

 

Implementando AMP no seu site

 

                Como você pode imaginar, criar versões AMP das páginas do seus site será algo bastante interessante para o seu SEO. Entretanto, essa mudança não precisa ser radical, podendo ser – e preferencialmente será – implementada de modo gradual, página a página, para que assim você tenha uma melhor capacidade para lidar com erros que podem surgir no momento da conversão de um tipo de página em outro tipo.

Falando em erros, o google possui um fórum de suporte para páginas AMP dentro do fórum de ajuda do google webmaster. Veja aqui.

 

Thunder mustard – Agência SEO

Avalie!