+55 21 2239-6528 contato@thundermustard.com

Usar métodos que já foram testados e comprovados pode ser atraente e te deixar na sua zona de conforto, mas também pode ser perigoso para sua estratégia de pesquisa caso eles não sejam mais eficientes nos dias de hoje.

Por isso, no post de hoje, nós vamos falar sobre algumas práticas de SEO que estão ultrapassadas nesse meio para que você não corra o risco de utiliza-las de forma ineficiente para a sua estratégia por não saber disso.

Uso maciço de texto âncora nos links internos do post

Isso costumava ser uma prática que poderia ter impactos positivos nos posicionamentos de um site nos rankings, mas o que temos visto ultimamente, é que o Google não tem visto essa prática com bons olhos mais, podendo até punir a página quando eles acham que o uso exacerbado de textos âncora inadequado, manipulativo, exagerado, podendo ser encarado como spam. Nesse caso, a sugestão que nós oferecemos é que você procure utilizar esse recurso apenas quando ele de fato fizer sentido para o leitor, e não saia colocando um monte de texto âncora com links sem nenhuma utilidade para o seu público no texto porque isso pode ser muito prejudicial para a sua página.

Páginas diferentes para variantes da mesma palavra-chave

Essa estratégia de SEO funcionou por muito tempo e ainda há pessoas que recorrem a ela. Basicamente, ela consiste na ideia de ter uma única página para toda variação interessante de uma determinada palavra-chave para segmentar isso ao máximo. Porém, atualmente o Google é bem mais esperto do que era no passado, e com atualizações como o Hummingbird e o RankBrain, que possuem um modelo de correspondência de intenção e de tópico, é muito mais difícil conseguir ter sucesso com esse tipo de estratégia.

Logo, a prática mais eficaz nesse sentido é agrupar todas as variantes da palavra-chave que você quer ranquear em uma só página para segmenta-las em um só lugar. Então, procure encaixar essas palavras-chave de maneira inteligente em qualquer parte do conteúdo da página, desde o título até nos alt texts das imagens que você utilizou.

Criar uma página para cada variante acaba não fazendo sentido nem mesmo para o leitor, que ao procurar por um determinado assunto, não vai querer ter o trabalho de ter várias páginas falando sobre o mesmo tema. É muito mais prático oferecer todas as informações para o seu usuário em uma página só.

Linkbait sem foco e sem estratégia

Provavelmente, você já deve ter clicado em um link pelo texto âncora e quando acessou a página viu que o conteúdo dela nada tinha a ver com o que chamou a sua atenção, certo? É assim que essa prática se dá. O link funciona quase como uma isca para atrair o usuário, mas não entrega o conteúdo que ele está esperando e isso é muito prejudicial para a página.Algumas pessoas que trabalham com SEO ainda recorrem a essa estratégia, mesmo sabendo que hoje em dia a importância do marketing de conteúdo (bem planejado) para a melhora orgânica de uma página nos motores de busca é imensa.

Portanto, se você insistir em uma estratégia de linkbait sem foco e sem um conteúdo de qualidade e útil para o leitor, você não vai ter sucesso nessa empreitada. A solução para essa questão é justamente investir na qualidade do conteúdo que você quer entregar para o seu leitor pois por meio disso você vai conseguir despertar organicamente o interesse dele pelo que você produz, fala ou vende e, para além disso, você também pode despertar o interesse de outras páginas relevantes que vão querer falar sobre você, o que te ajuda a construir autoridade no seu meio.

Essas três estratégias ultrapassadas e que funcionaram durante um bom tempo nesse universo do SEO, hoje em dia, podem acabar tendo o efeito contrário para o seu site. Então, preste atenção quando for traçar o seu planejamento de marketing digital com foco em otimização para motores de busca e tenha certeza de que você não está incluindo práticas que não são mais eficientes para o seu site conseguir alcançar melhores posições nos rankings desses buscadores, especialmente no Google.

Conheça algumas práticas de SEO que não são mais eficientes hoje em dia
Avalie agora